Comércio de Pedras São Tomé
Pedra São Tomé, Pedras São Thomé, Filete, Caco, Arquitetura, Decoração, Depósito em Três Corações - MG.

Revestimento de Parede com Pedra São Tomé

DecoracaoInternaPedraSaoTome

O revestimento de parede com pedra decorativa vem ganhando espaço em ambientes residenciais e comerciais a cada dia que passa. Além de tornar o ambientes mais elegante e mais próximo da natureza, o revestimento com a pedra são tomé ajuda proteger a parede, evitando umidade, mofo e manutenções. Além disso, as pedras são tomé podem ser aplicadas em de várias formas, em vários formatos: pedra serrada, pedra bruta, pedra de corte manual, em forma de filhete, mosaico e até mesmo irregulares, como o caso do caco são tomé.

Um outro destaque para a pedra são tomé como solução elegante para revestimento de parede e calçamento de diversos tipos de ambientes, é que o cliente pode optar por escolher na cor branca ou amarelada. A pedra são tomé é um mineral muito resistente e sua durabilidade é por uma vida inteira. Sua beleza encanta a todos, confere requinte, sofisticação, bom gosto, durabilidade, tornando o ambiente em um local praticamente mágico.

DecoracaoSaladeEstarPedraSaoTome

O uso de pedras decorativas no revestimento de parede está se tornando cada vez mais frequente e, se seu objetivo é revestir a parede com a pedra são tomé, você está no caminho certo. A pedra são tomé vem sendo aplicada em fachadas, em banheiros, sala de estar, sala de jantar, em piscinas e onde houver criatividade.

Trabalhos de ArquitetosMAIS

Leia o próximo artigo e veja como os Arquitetos vem explorando a aplicação da pedra são tomé em vários ambientes – MAIS.

.:.

Decoração de Salas e Ambientes com Pedra São Tomé

A decoração de salas com pedras na parede vem sendo uma alternativa para criar ambientes com uma decoração moderna, elegante e com um estilo rústico. Mais adiante veremos que as pedras são tomé podem ser aplicadas em diversos ambientes e não apenas em piscinas ou salas. O objetivo dos arquitetos e decoradores ao fazerem a indicação da pedra são tomé, é, na maioria dos casos, para criar uma mistura decorativa onde o moderno se funde com a natureza, tonando o ambiente em um local harmonioso e mais próximo da natureza.

Decoracao_7

A utilização de pedras decorativas para revestimento de paredes vem sendo aplicado em áreas internas e externas, como: em salas, quartos, banheiros, escritório da casa, cozinhas, varandas e até na fachada dos imóveis. Embora a pedra são tomé seja muito utilizada em áreas de piscina, a seguir, vamos apresentar algumas fotos mostrando que elas podem ser aplicadas nos mais diversos tipos de ambientes.

Revestimento interno com Pedra São Tomé

Decoração Interna com Pedra São Tomé

Revestimento na fachada com Pedra São Tomé

Decoração Fachada com Pedra São Tomé

Revestimento na varanda com Pedra São Tomé

Decoração de Varanda com Pedra São Tomé

Revestimento no Quarto com Pedra São Tomé

Decoração de Quarto com Pedra São Tomé

Revestimento na Sala de Estar com Pedra São Tomé

Decoração de Sala de Estar com Pedra São Tomé

Revestimento na Sala de Jantar com Pedra São Tomé

Decoração de Sala de Jantar com Pedra São Tomé

Revestimento no Banheiro com Pedra São Tomé – Filete

Decoração de Banheiro com Pedra São Tomé - Filete

Decoração de Banheiro com Pedra São Tomé – Filete

Decoração de Banheiro com Pedra São Tomé - Filete

Revestimento externo com Pedra São Tomé

Decoração Externa com Pedra São Tomé

Opinião de quem entende

Veja o que alguns arquitetos estão falando – MAIS

.:.

Pedras Decorativas – Decoração – Revestimento de Parede e Pisos

Pedras Decorativas A decoração de ambientes com pedras naturais vem crescendo nesses últimos anos. Milhares de pessoas vêm decorando ambientes comerciais e residenciais com porcelanato, granito, mármores, pedra canjiquinha, pedra miracema, ardósia, pisos porcelanato, granito preto, granito branco, pedras para jardim, caco são tomé, para tornar o ambiente agradável, elegante, moderno e sofisticado.

Pedras Decorativas Revestumentos

O revestimento de parede com as pedras decorativas são usadas no calçamento, fachadas, paredes, área de piscina, churrasco, garagem e onde houver criatividade. Estudiosos do Feng Shui fazem uso das pedras decorativas para criar ambientes harmoniosos, incluindo revestimento para banheiro, conforme apresentado neste estudo. MAIS

A decoração de ambientes com a pedra são tomé dia-a-dia vem ganhando um número maior de seguidores e muito tem chamado a atenção de profissionais do setor de decoração de ambientes, de paisagistas, arquitetos, estudiosos e terapeutas holísticos, já que esses últimos, acreditam que o uso das pedras decorativas podem proporcionar saúde, vitalidade, energia, bem estar e poder.

Feng_Shui_STL_2

O revestimento com Pedra São Tomé está em alta na decoração e você pode conferir um artigos e ver as imagens que encantam e embelezam ambientes com as Pedras Decorativas. MAIS

.:.

Pedra São Tomé – Canjiquinha – Pisos e Revestimentos

Pedra São Tomé – Canjiquinha – Pisos e Revestimentos

Pedra São Tomé é usada como pisos e revestimentos. A Pedra Canjiquinha é conhecida como filete São Tomé. Os filetes são pequenas fatias extraídas do legítimo quartzito São Tomé, sendo uma ótima opção para revestimentos em paredes. Ainda é possível comprar a Pedra Canjiquinha nas cores branca ou amarelada, com tons laranja, indo para o marrom, isto porque alguns bancos de pedras ainda oferecem extração das pedras nessas cores.

Pedra São Tomé Pisos e Revestimentos

Usa-se o filete são tomé na cozinha, no banheiro, na sala, na lareira, na fachada e onde a criatividade e o bom gosto chegar. MAIS.

Entenda como é feito o comércio de pedras São Tomé

As pedras são comercializadas em diversos tamanhos, conforme apresentadas a seguir:

Pedra de Corte Manual São Tomé

Pedra manual 60 x 60 cm
Pedra manual 50 x 50 cm
Pedra manual 40 x 40 cm
Pedra manual 40 x 60 cm
Pedra manual 33 x 33 cm
Pedra manual 30 x 60 cm
Pedra manual 25 x 50 cm
Pedra manual 20 x 40 cm
Pedra manual 18 x 33 cm

Pedra Serrada São Tomé

Pedra serrada 57 x 57 cm
Pedra serrada 47 x 47 cm
Pedra serrada 37 x 37 cm
Pedra serrada 30 x 30 cm
Pedra serrada 27 x 57 cm
Pedra serrada 22 x 47 cm
Pedra serrada 17 x 37 cm
Pedra serrada 15 x 30 cm
Pedra serrada 10 x 10 cm

Borda de Piscina São Tomé

Borda piscina 57 x 57 cm
Borda piscina 47 x 47 cm
Borda piscina 37 x 37 cm
Borda piscina 30 x 30 cm
Borda piscina 27 x 57 cm
Borda piscina 22 x 47 cm
Borda piscina 17 x 37 cm
Borda piscina 15 x 30 cm

Outros Formatos de Pedra São Tomé

Cacão – m2 quadrado
Caco – m2 quadrado
Filete – m2 quadrado
Pedrão – m2 quadrado
Rodapé – m. linear

Pedra São Tomé Preço

Pedras Decorativas

A decoração de ambientes com pedra são tomé dia-a-dia vem ganhando uma atenção não apenas de decoradores mas, de paisagistas, arquitetos e estudiosos de feng shui. As pedras São Tomé são utilizadas em todos os ambientes de uma construção: cozinhas, quartos, salas, lareiras, quintais, piscinas, banheiros e calçamentos. MAIS.

Pisos e Revestimentos com Pedra São Tomé – Assista ao Vídeo

A empresa desenvolveu um vídeo explicativo que ensina como revestir com a pedra são tomé. Se você tem habilidades de pedreiro, descobrirá que o processo de revestimento é bem simples. Assim, poderá economizar boas quantias se desejar fazer o revestimento por conta própria. ASSISTIR

Palavras chave

Pedra são tomé preço, pedra são tomé branca preço, pedra são tomé canjiquinha, pedra são tomé amarela, pedra são tomé piso, pedra são tomé preço m2, canjiquinha, pisos e revestimentos com pedra são tomé.


Curso Completo de Decoração de Interiores

Curso completo de decoração de interiores

Curso Completo de Decoração de Interiores

Entrar no mercado de trabalho não é fácil para quem está iniciando. Pensando nisso, A AM Cursos Online desenvolveu o curso de decoração de interiores Ensinando de maneira direta, clara e objetiva o que dá certo, o que funciona com base na experiência do profissional da área. A rotina ficará muito mais fácil com as aplicações de composição eficazes que serão apresentadas.

Com um sentido inverso da maioria dos cursos de decoração, este apresenta conceitos sobre a profissão e composição de ambientes a partir da vivencia prática diária de quem é atuante no mercado. Por ser desenvolvido com a visão do profissional, o curso irá desenvolver aptidões para transformar conceitos subjetivos em necessidades e respostas concretas. Para o leigo tais conceitos vão passar despercebidos. Para você, estudante ou profissional de arquitetura e design de interiores, passará a ser seu cotidiano. Aliados ao curso, uma série de exercícios práticos propostos ajudarão a entender tais conceitos.

Programação

.

Pedra Ouro Verde – Luminárias – Promoção – Preço Imbatível

Pedra Ouro Verde

A Pedra Ouro Verde de Luminárias, também conhecida como Pedra de Luminárias, Ouro verde ou Carranquinha, está com preço promocional para liquidação de estoque. Preço imbatível, confira:

Preço Promocional Pedra Ouro Verde

Pedra serrada verde tam. 57 x 57 de R$ 140,00 por R$ 80,00
Pedra serrada verde tam. 47 x 47 de R$ 100,00 por R$ 68,00

Preço válido até o final do estoque.

Pedido

.

Seminário em São Thomé das Letras promove o diálogo entre órgãos ambientais e mineradores

Órgãos ambientais e empreendedores do setor de mineração se reuniram para desenvolver um diálogo sobre a atuação do setor mineral em São Thomé das Letras, na região sul do Estado.

Órgãos ambientais e empreendedores do setor de mineração se reuniram para desenvolver um diálogo sobre a atuação do setor mineral em São Thomé das Letras, na região sul do Estado. A iniciativa é uma ação da Gerência de Desenvolvimento e Apoio às Atividades Minerárias (Gedam) da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), em conjunto com o Comitê Gestor de Fiscalização Ambiental Integrada (CGFAI). O espaço para esta interlocução foi o “Seminário de Mineração de Quartzito em São Thomé das Letras e Região”, com o tema “O Desafio da Sustentabilidade”, que aconteceu nos dias primeiro e dois de julho, em São Thomé das Letras.

O evento foi organizado pelo Sistema Estadual do Meio Ambiente (Sisema) com apoio da Associação dos Mineradores e beneficiadores de Quarzito em São Thomé das Letras (Amist) e da Prefeitura. Representantes da Feam, do Instituto Estadual de Florestas (IEF), do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), da Amist, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e um representante do Governo de Goiás apresentaram, durante os dois dias de evento, a situação da mineração em São Thomé das Letras, alternativas para aproveitamento de resíduos e a experiência de outro pólo de quatzito, em Pirenópolis (GO).

O objetivo é trocar idéias com o setor de mineração local a fim de levantar as pendências relacionadas ao licenciamento ambiental, elaborar um plano para saná-las e, ainda, potencializar a regularização ambiental. “Este é um espaço para o compartilhamento das responsabilidades entre o poder público e o setor produtivo”, explica o gerente da Gedam, Caio Márcio Rocha, que acompanha as ações da Feam nos municípios desde a década de 90.

O Seminário é uma ação do projeto Plano de Ação para a Sustentabilidade do Setor de Rochas Ornamentais – São Tomé das Letras, da Gedam, que prevê, além do levantamento de problemas, o incentivo à implementação de tecnologias que reduzam a geração de resíduos e promovam seu melhor aproveitamento.

Todos os temas abordados pelos diferentes órgãos e instituições envolvidos com a mineração de quartzito convergiram para a questão da sustentabilidade.

O secretário executivo do CGFAI, Paulo Teodoro de Carvalho, ressaltou a importância da ação educativa e da busca do diálogo com o setor produtivo, iniciativa elogiada também pelos representantes das mineradoras. “Este momento é fundamental para que possamos, juntos, trabalhar para melhoria da situação ambiental em São Thomé das Letras. Os órgãos ambientais têm sido receptivos em relação ao diálogo”, ressalta o presidente da Amist, Tonico Machado.

Fonte

Ascom/Sisema

Exploração de Quartzito em São Tomé das Letras MG

A pedra São Thomé é conhecida como um dos cartões postais do município de São Thomé das Letras, no sul de Minas Gerais. A região constitui o centro brasileiro mais importante de lavra de quartzitos plaqueados e/ou foliados, utilizados como material de ornamentação e revestimento. No entanto, a atividade mineradora na região vem sendo responsável por vários impactos ambientais negativos, como o assoreamento dos rios e a destruição de mata nativa. Para mitigar os efeitos da exploração de quartzitos, diversos órgãos têm realizado estudos e projetos. Além disso, foi implantado um Arranjo Produtivo Local na região.

Apresentação do caso

O estado de Minas Gerais responde pela maior parte da produção brasileira de quartzitos, com quatro centros de lavras do minério que é utilizado como rocha ornamental e de revestimento. O mais expressivo é o centro de São Thomé das Letras, seguindo-se Alpinópolis, Ouro Preto e Diamantina (FERNANDES et al., 2003).

São Tomé das Letras, com 370 km2 e 6.655 habitantes (IBGE, 2010), localiza-se na região sul do estado de Minas Gerais. A área urbana do município fica no topo de uma montanha, a uma altitude de 1.480m acima do nível do mar (FLEISCHER, 2006). Os principais rios da cidade são o Peixe e o Cai, que fazem parte da Bacia Rio Grande (IGA; IBGE apud ALMG, s.d.).

A economia da cidade gira em torno do comércio, da agricultura, do turismo (FLEISCHER, 2006) e, principalmente, da lavra de quartzitos plaqueados e/ou foliados. Sua produção constitui a base da atividade econômica da região, gerando empregos não só para a maior parte da população local, como também para os moradores das cidades vizinhas (AGÊNCIA MINAS, 2008).

Estima-se que a maior parte das exportações de quartzitos foliados e extraídos em placas de Minas Gerais seja proveniente do centro produtor de São Thomé das Letras, e sua importância pode ser avaliada pelo uso genérico do termo “Pedra São Thomé”, utilizado para designar quartzitos plaqueados comercializados no Brasil (FERNANDES et al., 2003).

O potencial econômico das jazidas de quartzito do município foi descoberto no início dos anos 1950, e sua exploração se intensificou na década de 1970 (FERNANDES et al., 2003). A produção estimada para o centro produtor de São Thomé é de 200.000 t/ano, que se transformam em cerca de 3,4 milhões de m2/ano de lajotas quadradas e retangulares, blocos almofadados, cacos (cavacos) e filetes (palitos), além de novos produtos referentes a placas polidas, pedra pavê e anticatos (CHIODI, 2003).

A atividade mineradora vem causando, ao longo dos anos, grande impacto ambiental na região (BARBOSA, 2008). As mineradoras locais extraem pedras somente próximo à superfície. Desta forma, as jazidas avançam horizontalmente, ocupando cada vez mais áreas de mata nativa. Além disso, a extração de quartzito compromete cursos d’água por assoreamento de resíduos e prejudica o patrimônio arquitetônico local ao utilizar dinamite e transportar as pedras em caminhões pesados que circulam dentro da cidade (FLEISCHER, 2006).

Placa São Thomé das Letras

As condições de lavra dos quartzitos foliados são, no geral, rudimentares, com algumas empresas já experimentando processos de modernização. O beneficiamento é também ainda bastante simples e efetuado basicamente através do corte manual ou serrado, de lajotas, registrando-se, contudo, a disseminação de novas tecnologias de processo e diversificação dos produtos comerciais (CHIODI, 2003).

Segundo operários das mineradoras, o aproveitamento na extração não passa de 40%. Todo o resto vira rejeito, acomodado em montanhas de pedra, com altura máxima de 5m, que modificam a topografia da cidade, fazendo surgir no horizonte montanhas quadradas e sem cobertura vegetal (FLEISCHER, 2006).

De acordo com o geólogo Maurício Boratto Viana e a engenheira civil e ambiental Maria Augusta Almeida Bursztyn, muitas vezes não há sequer levantamentos topográficos e geológicos das minas para indicar a localização dos corpos de minério. Com isso, pilhas de estéril são depositadas sobre eles, necessitando de posterior remobilização, com a perda dos serviços de implantação de vias de acesso, retaludamento, drenagem, revegetação etc. (VIANA; BURSZTYN, 2010).

Em 1993, a Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) realizou os primeiros trabalhos de fiscalização no município, constatando deficiências e iniciando uma ação orientadora em relação aos mineradores. A partir de 1998, esses enfoques foram ancorados pelo projeto Minas Ambiente, um convênio entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Conselho de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear (CDTN), a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e a Sociedade Alemã de Cooperação Técnica (GTZ). Desde então, vêm sendo realizados estudos sistemáticos para adequação da lavra e aproveitamento de rejeitos (CHIODI, 2003).

De acordo com Eleonora Deschamps, pesquisadora da Feam e coordenadora do subprojeto São Thomé, o projeto Minas Ambiente foi dividido em quatro tópicos, sendo um deles sobre mineração. Classificado como um subprojeto, este foi, por sua vez, dividido em quatro linhas: estudos de alternativas de lavras; disposição correta da pilha de resíduos; estudos de alternativas de vegetação para reintegrar essas montanhas ao ambiente local; e reaproveitamento dos rejeitos (PEDREIRAS SÃO TOMÉ, s.d.). Outros problemas graves no município são a falta de regularização dos direitos de mineração, tendo em vista a grande quantidade de empresas sem títulos minerários, e a falta de condições adequadas de segurança e saúde dos trabalhadores (DNPM, 2006).

Em função destas questões, teve início, em 20 de novembro de 2006, a Operação Sul de Minas, realizada pelo Grupo Coordenador de Fiscalização Ambiental Integrada (GCFAI), como o objetivo acabar com a extração irregular de quartzito em São Tomé das Letras e Luminárias. Durante a operação, cerca de 12 quilos de nitrato de potássio, substância utilizada como explosivo nas áreas de mineração, foram apreendidos, em São Tomé das Letras. A mineradora onde houve a apreensão de explosivos estava regularizada nos órgãos de meio ambiente, porém o material encontrava-se fora dos padrões de armazenagem (FEAM, 2006).

Ainda em 2006, o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) participou de uma audiência pública para discutir o futuro do aproveitamento econômico dos quartzitos de São Thomé. Na ocasião, cerca de 20% das frentes de lavra dos quartzitos encontravam-se paralisadas. Os autos de infração foram lavrados pelo III Distrito do DNPM-MG e pela Feam, depois da Operação Sul de Minas (DNPM, 2006).

Na audiência, o DNPM expôs as condições para que as frentes de lavra paralisadas pudessem ser colocadas em atividade. Em reunião com os associados da Cooperativa dos Extratores de Pedras do Patrimônio de São Thomé das Letras (Coopedra), foram tratados os pontos relacionados à integridade física dos trabalhadores em situação de risco nas frentes de lavra da cooperativa. Na ocasião, a Coopedra comprometeu-se a apresentar um novo plano de lavra para agilizar o retorno às suas atividades de forma sustentável (DNPM, 2006).

Dois anos depois, em abril de 2008, foi realizada uma nova reunião do DNPM com a Associação das Empresas Mineradoras, Beneficiadoras e do Comércio de Quartzitos da Região de São Thomé das Letras (Amist) e com o Sindicato Intermunicipal da Indústria de Rochas Ornamentais de Minas Gerais para discutir soluções visando ao processo de regularização dos direitos minerários na região. Foram cadastradas mais de 270 frentes de lavra, que, em sua maioria, encontravam-se em situação irregular, pois tinham entrado com o processo, mas ainda não haviam obtido o título (DNPM, 2008).

Desta forma, o setor produtivo dos quartzitos São Thomé tem buscado conciliar aspectos técnicos, econômicos, comerciais e ambientais para o aprimoramento das atividades mínero-industriais sob sua responsabilidade (BARBOSA, 2008). As iniciativas empresariais e institucionais mais recentes buscam a diversificação de produtos comerciais do quartzito São Thomé; o atendimento de novos mercados potenciais; o desenvolvimento tecnológico para o processo industrial; a melhoria do índice de recuperação e de controle ambiental na lavra; e o impacto regional positivo para a geração de emprego e de renda (ABIROCHAS, 2007 apud BARBOSA, 2008).

Com o objetivo de organizar a produção do município, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) contratou o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT / CT-Mineral), para detalhar os estudos de implantação do Arranjo Produtivo Local dos Quartzitos de São Thomé das Letras. O detalhamento apontou que ações interinstitucionais poderiam contribuir para o desenvolvimento harmônico da atividade de aproveitamento econômico dos quartzitos com preservação ambiental e garantia de qualidade de vida da comunidade local (DNPM, 2006).

O APL de São Thomé das Letras, homologado em 10 de dezembro de 2010 no município de Três Corações (EDYL, 2010), reúne outros nove municípios – Baependi; Carrancas; Caxambu; Conceição do Rio Verde; Cruzília; Luminárias; São Bento do Abade; Três Corações; Varginha (NGAPL-MG, 2009).

Pedras Decorativas Pedra São Tomé

O APL conta com 110 estabelecimentos formais e 80 informais e gera 4.000 empregos formalizados e 1.000 informais. A base produtiva é formada por 45 empresas, das quais 27 têm menos de 20 empregados, além da Coopedra, que por sua vez tem 82 empresas cooperadas atuando em uma área de 48,5 hectares. Sua produção destina-se principalmente ao estado de São Paulo e à região Sul (65%), sendo que 20% desse quantitativo são exportados (NGAPLMG, 2009).

Localização Geográfica

As ocorrências de quartzito se concentram na bacia do rio Sapucaí que pertence a bacia do rio Paraná. Está localizado entre as latitudes 21°43’30”S – 21°38’17” S e longitudes 44°56’7” W – 44°59’10” W.

Referências Bibliográficas

AGÊNCIA MINAS. Mineração de quartzito em São Tomé das Letras é tema de livro. In: Portal São Thomé das Letras, 29 abr. 2008. Disponível em: http://www.pedrasaothome.com/mineracao-de-quartzito-em-sao-tome-das-letras-e-tema-de-livro/ Acesso em: 06 out. 2010

ALMG, Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Caracterização, s.d. Disponível em: http://www.almg.gov.br/munmg/m65206.asp. Acesso em: 06 out. 2010.

BARBOSA, Michele Cristina Rufino. Avaliação sistêmica de tecnologias aplicáveis ao APL de Lagoa Santa. Ouro Preto, mar. 2008. 105 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mineral). Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais. Disponível em: http://www.tede.ufop.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=428. Acesso em: 08 out. 2010.

CHIODI, Denize Kistemann. Os quartzitos de São Thomé das Letras, Minas Gerais: principais demandas para o desenvolvimento sustentável da atividade produtiva. Seminário sobre Arranjos Produtivos de Base Mineral, nov. 2003. Disponível em: http://www.abirochas.com.br/en/info_mercado/Quartzitos_Sao_Tome. pdf. Acesso em: 08 out. 2010.

DNPM, Departamento Nacional de Produção Mineral. Minas Gerais: Pedra São Thomé, solução à vista, 01 dez. 2006. Disponível em: http://www.dnpm.gov.br/conteudo.asp?IDSecao=99&IDPagina=72&ID NoticiaNoticia=231. Acesso em: 08 out. 2010.

DNPM discute regularização da mineração em São Tomé das Letras, 20 abr. 2008. Disponível em: http://www.dnpm.gov.br/conteudo.asp?IDSecao=99&IDPagina=72&ID NoticiaNoticia=326. Acesso em: 15 out. 2010.

EDYL, Carlos. Vereadora Regina preside reunião com produtores do Vale da Sílica. Câmara Municipal de três Corações, Departamento de comunicação. Publicado em dez. 2010. Disponível em: http://www.camaratc.mg.gov.br/noticias/noticias0266.htm. Acesso em: 13 mar. 2011.

FEAM, Fundação Estadual de Meio Ambiente. Operação Sul de Minas, 07 dez. 2006. Disponível em: http://www.feam.br/noticias/1/96- operacao-sul-de-minas.. Acesso em: 15 out. 2010.

FERNANDES, Tânia Maria Gomes; GODOY, Antonio Misson; FERNANDES, Nedson Humberto. Aspectos geológicos e tecnológicos dos quartzitos do centro produtor de São Thomé das Letras (MG). São Paulo, UNESP, Geociências, v. 22, n. 2, p. 129-141, 2003. Disponível em: http://jasper.rc.unesp.br/revistageociencias/22_2/3.pdf. Acesso em: 05 out. 2010.

FLEISCHER, David Ivan Rezende. São Tomé das Letras e Lagoa Santa: mineração, turismo e risco ao patrimônio histórico e natural. Cadernos de Campo, 2006. Disponível em: http://www.fflch.usp.br/da/cadcampo/ed_ant/revistas_completas/14- 15.pdf#page=11. Acesso em: 05 out. 2010.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. São Thomé das Letras (MG). In: IBGE Cidades, 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/perfil.php?codmun=316520&r= 2. Acesso em 08 out. 2010.

NGAPL-MG, Núcleo Gestor de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais de Minas Gerais. APLs de base mineral em Minas Gerais: características e questões de política. Subsecretaria de Indústria, Comércio e Serviços, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, 30 set. 2009. Disponível em: http://www.desenvolvimento.gov.br/conferenciaapl/modulos/arquivos/MarilenaChaves.pdf. Acesso em: 19 out. 2010.

PEDRAS SÃO TOMÉ. Produtos, s.d. Disponível em: http://www.pedrasaothome.com/produtos/ Acesso em: 08 out. 2010.

VIANA, Maurício Boratto; BURSZTYN, Maria Augusta Almeida. Regularização ambiental de minerações em Minas Gerais. Rem: Rev. Esc. Minas, 2010, v.63, n.2, p. 363-369. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rem/v63n2/remv63n2a22.pdf. Acesso em: nov. 2010.

Fonte

http://www.cetem.gov.br/rio20/galerias/2010/Sao%20Thome.pdf

Caco São Tomé – Preço promocional por tempo limitado

Pedra Decorativa – Caco São Tomé – Pedra São Tomé – Preço promocional por tempo limitado

Preço promocional

R$ 11,00 pedra branca m2
R$ 15,00 pedra amarelada m2
R$ 12,00 pedra mista m2

Pedido de Caco com preço promocional

.:.

Construa Piscina com Pedras São Tomé e Viva o Encanto e a Magia

O Verão está chegando e uma das opções de lazer para encontro de amigos e familiares, é a piscina. Sabemos que uma casa com piscina é o sonho de consumo de milhares de brasileiros que, ao invés de irem para clubes, praias, preferem reunir amigos e familiares em seu próprio ambiente. Uma casa com piscina, com área de lazer, deve ser construída no setor CHEN da construção.

As piscinas são feitas, na maioria das vezes, de plástico, fibra e até mesmo de alvenaria mas, este critério fica por conta dos moradores. O formato e a profundidade é outro assunto que deve ser discutido. A nova tendência revela que os modelos assimétricos pré-fabricados estão no auge da moda, além de oferecer um toque de beleza e harmonia ao local, o investimento é bem menor que as piscinas de concreto que, normalmente, custam até três vezes mais que as piscinas de fibra.

Ao contratar um arquiteto ou decorador, você deverá levar em conta o tamanho da piscina. Se o ambiente for muito pequeno, o ideal é escolher tamanhos e formatos que se adaptam ao tamanho do espaço disponível. O responsável pela decoração pode escolher acrescentar elementos paisagistas ou não, mas esse tipo de aposta costuma revigorar a beleza da área de lazer que, normalmente incluí playground, churrasqueira, duchas …

As pedras são thomé são usadas em diversos pontos da área de lazer, desde o revestimento no entorno da piscina que, normalmente, inclui área gramada, como borda da piscina ou na criação de muros e até mesmo no revestimento de belas cascatas. Tudo fica mais belo quando a decoração inclui pedras são Thomé. Torne seu ambiente mágico e viva a magia do bem-estar com amigos e familiares.

Os móveis para casa com piscina costumam ser de plástico ou madeira e devem ser inseridos de forma harmoniosa ao ambiente. Espreguiçadeiras, bancos e mesinhas com guarda-sol são itens que não podem faltar em torno da piscina. Antes de colocar em prática as dicas de como decorar casas com piscina, faça um projeto e conte conosco no fornecimento da pedra são Tomé.

Conheça a Di Vinil Piscinas

Compartilhe:

Posts mais velhos «